Escovas Dentais

Qual a importância da escovação dos dentes para a saúde bucal?

Para a prevenção da cárie e da doença periodontal, é necessário que se faça uma completa remoção da placa bacteriana, a principal causadora dessas doenças, através de uma escovação correta.

A escova dura parece que limpa melhor os dentes. Seu uso pode prejudicá-los?

A escova ideal para os dentes naturais deve ser macia ou extramacia porque, para uma boa escovação dental é necessário escovar também a gengiva. Escovas duras, além de machucarem a gengiva, podem desgastar os dentes, provocando sensibilidade, e provocar a retração gengival, que pode afetar a estética do sorriso e também provocar dor.

Que marca de escova devo comprar? De quanto em quanto tempo devo trocá-la?

Deve-se comprar uma escova que atenda às seguintes especificações: cabeça de tamanho adequado à pessoa, cerdas macias (ou extramacias) e arredondadas com tufos concentrados. Pode-se escolher e usar praticamente todas as marcas comerciais que têm uma boa qualidade, como por exemplo: Oral B, Johnson e Johnson, Pro, Kolynos e Colgate. Uma escova com cerdas extramacias ou macias costumam durar entre 30 a 60 dias. Após esse período, as cerdas começam a abrir e perder sua efetividade.

Existe uma escova de dentes apropriada para cada idade?

Atualmente é preconizado o início da escovação logo após o aparecimento do primeiro dentinho do bebê: a escova indicada, embora tenha-se poucas opções no mercado nacional, é uma escova extramacia, que limpe os dentinhos recém-erupcionados, que faça massagem na gengiva e tenha um cabo que permita um bom apoio para o adulto que irá fazer a escovação. A partir dos 3 anos, a criança gosta, ela mesma, de fazer a escovação: nesse caso deve ser usada uma escova com a cabeça pequena, cerdas macias e que tenha uma proteção no longo eixo do cabo, para evitar acidentes. Nessa condição, um adulto deve sempre complementar a escovação. A partir dos 7 anos, a criança quase sempre já consegue realizar a escovação sozinha, embora deva haver a supervisão de um adulto. A escova deve ter cabeça de tamanho médio, cerdas macias, pontas arredondadas e um cabo robusto, que facilite a empunhadura.

O que é escova interdental?

A escova interdental tem sido utilizada para limpeza sob próteses fixas e também no caso de doentes periodontais que perderam a papila que fica em meio aos dentes. Para quem não tem doença periodontal, a escova interdental poderá forçar a gengiva e provocar uma lesão traumática; assim, o uso adequado do fio dental é mais aconselhável.

As escovas elétricas podem substituir as escovas comuns?

Normalmente as escovas elétricas têm sido indicadas a paciente especiais que tenham algum tipo de dificuldade motora para fazer o uso da escova comum e especialmente a pacientes geriátricos que tenham alto risco às cáries radiculares e também à doença periodontal. O uso da escova elétrica nesses casos serve de estímulo para que o paciente mantenha sua saúde bucal mesmo tendo dificuldades motoras. Quando forem indicadas, é importante salientar que as escovas sejam macias ou extramacias e, se possível, que tenham movimento elíptico durante o seu uso.

Quem tem doença periodontal necessita de escova especial?

A essas pessoas indica-se o uso de escova com cerdas extramacias e escova do tipo tufo, que escovam dente a dente, fazendo uma remoção mais eficiente da placa bacteriana.

E quem usa aparelho fixo?

A instrução e a motivação do paciente são os principais meios de prevenção, constituindo-se as escovas especiais como a bitufo, a sulcus (duas fileiras de cerdas) ou a orthodontic (cerdas com uma depressão em forma de V) em meios auxiliares no controle da higienização.

Qual a melhor escova para dentadura?

Atualmente existem no mercado algumas escovas específicas para escovar as próteses totais; são maiores que as escovas de dentes comuns, têm cerdas duras, e o desenho é adequado ao formato da prótese. Caso não se achem as escovas específicas, pode-se simplesmente utilizar a escova dental dura.

Quanto tempo deve durar cada escovação?

É necessário que não haja pressa; deve-se caprichar em todas as escovações, principalmente na escovação realizada à noite, após o jantar ou antes de dormir, limpando todos os dentes: primeiro com o fio dental e, em seguida, com a escova. Esse processo deve durar cerca de 10 minutos.

Quantas vezes por dia é necessário escovar os dentes?

Isso depende do risco do paciente à cárie ou à doença periodontal. Para pacientes considerados "normais", ainda se prescreve que se façam três escovações ao dia: pela manhã, após o almoço e após o jantar ou antes de dormir; contudo, deve-se saber que a higienização mais importante é aquela realizada à noite.

Outras Perguntas